******
Folha de Óbidos no TwitterFolha de Óbidos no Youtube
sem-pelo

Anuncio

haber

Livros

cornelio-livrocanto-livro

Enquete

Aristides Dias

Aristides Dias

E-mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

raioX

Equipamento foi recuperado pela Prefeitura de Óbidos por meio de investimentos do Fundo Municipal de Saúde.

O principal aparelho de Raio-X do Hospital Municipal José Benito Priante (24 horas), em Óbidos, oeste do Pará, voltou a funcionar nesta semana, segundo informou a Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). O equipamento estava paralisado devido problemas técnicos.

 

Desde o dia 16 de outubro o equipamento está sendo utilizado em caráter experimental pelos técnicos responsáveis por sua operação. Nesse período estão sendo atendidas as demandas previamente agendadas pelos usuários da rede municipal que são encaminhados pelas Unidades Básicas de Saúde (UBS).

 

No entanto o processamento das imagens do raio-x está funcionando apenas no modo manual, enquanto não é finalizado o processo de compra da nova placa que permitirá que ele opere no modo digital, agilizando a entrega do resultado dos exames e aumentando o número atendimentos realizados diariamente.

 

“O aparelho de raio-x voltou a funcionar após muito esforço do governo. Recuperamos o modo de operação manual do aparelho que já ameniza e muito a problemática que vínhamos enfrentando com essa situação”, ressaltou Melina Braga, secretária municipal de saúde.

 

A manutenção e a compra de peças de menor valor que precisaram ser substituídas, foi totalmente financiado pelo Fundo Municipal de Saúde. O serviço foi executado por um representante autorizado da empresa Philips Healthcare, e acompanhado por representantes da secretaria de saúde.

 

“Tomamos todas as medidas necessárias para assegurar que a manutenção desse aparelho fosse realizada sem nenhum tipo de problemas para que ele voltasse a operar mesmo que de forma manual. Cumprimos todos os protocolos que devem ser adotados nesse caso e tivemos sempre um servidor da direção do hospital acompanhando o trabalho do técnico”, disse Melina.

 

Agendamentos

 

Os agendamentos para a realização dos exames podem ser feitos no próprio hospital municipal. O plantão dos técnicos funciona de segunda a sexta das 13h às 17h e de 17h até 21h. Por enquanto a fase de testes está servindo como observatório para definir quantos exames no modo manual, poderão ser feitos diariamente.

 

O aparelho é usado também em casos de urgência e emergência quando os médicos plantonistas do hospital solicitam o exame de imagem para avaliar possíveis traumas de maior gravidade.

 

 

Por: Érique Figueirêdo – ASCOM/PMO

Fotos: Odirlei Santos – ASCOM/PMO


Joomla Templates and Joomla Extensions by JoomlaVision.Com
Alunos de 1ª a 5ª da escola Samual de Aguiar Montes da comunidade Santa Rita a uma hora de barco da cidade, estiveram visitando o centro histórico de Óbidos, aprendendo in loco um pouco da história da cidade que este ano completa 320 anos. Segundo informou a coordenadora da escola senhora Rosivete Savino, a visita foi programada e com antecedência enviaram ofício para a prefeitura para que saísse tudo certinho. Para a visita tem que ter o transporte escolar que envolve barco e carro.
No museu os alunos foram recebidos pela funcionária Regina Figueira que contou um pouco da história da cidade que estão materializadas no museu. Avisita foi pela parte da manhã, cerca de 20 alunos participaram da aula prática, deixando uma boa ideia para outras escolas fazerem o mesmo, levando conhecimento de sua própria história em tempo real.

mu-esc-2
mu-esc-1
Joomla Templates and Joomla Extensions by JoomlaVision.Com
Sáb, 21 de Outubro de 2017 11:02

Público melhora no segundo dia de festival


femu-6
Com um público melhor do que na quinta(19), o Femob realizou sua segunda eliminatória ontem,20, onde a maioria das canções apresentadas foram de autoria de obidenses. Ao final das apresentações foi a nunciada as doze músicas classificadas para a grande final de hoje. Confira as músicas que foram classificadas e já em ordem de apresentação na noite de hoje.

01 - História de Miguel (Dedê) intérpete Dedê
02 - Mestres das Guitarradas (Chermont Júnior) intérprete Chermont Júnior
03 - Da Raça de Zumbi (Délio Reis) intérprete Marcos Cley
04 - Em Cena (Alfredo Reis) intérprete Alfredo Reis
05 - É zelo (Jacó Barros) intérprete Giulliany Stefany
06 - A Palavra (Chermont Júnior) intérprete Chermont Júnior
07 - Remador (Alba da Silva) intérpete Lenamar Prata
08 - Amor de Caboclo (Hugo Manoel) intérprte Neto Morena
09 - Uma Vida (Wanderley Brandão/ João Andrade) intérprete Marilu Seixas
10 - Missão Angelical (Jorge Andrade) intérprete Brendel Rodrigues
11 - Encante de Rio (Genilton Delgado) intérprete Vitória Gato
12 - Do fim do Mundo (Alfredo Reis) intérprete Alfredo Reisfemu-1femu-2
femu-3
Joomla Templates and Joomla Extensions by JoomlaVision.Com
fem-percursa


Foi realizada ontem (19) a primeira eliminatória do XIII Festival de Música Obidense –FEMOB. O evento faz parte das comemorações dos 320 anos da cidade de Óbidos. Doze músicas participaram das audições que revelou um bom nível com composições de Alfredo Reis, Jorge Andrade, Chermont, Genilton , Marcos Cley, Wanderley Brandão entre outros.

O júri foi composto por pessoas que entendem de música, o que deu mais tranquilidade aos participantes ao saberem que estavam sendo julgados por pessoas do ramo. O público que não foi o esperado, a chuva que caiu no início da noite pode ter afastado o público, mas espera-se que pra noite de hoje o público seja bem maior e a disputa mais acirrada.
O resultado das seis músicas classificadas na noite de ontem será revelado ao final da segunda eliminatória que será hoje e no sábado a grande final com as doze classificadas e a presença do Trio Manary como a grande a tração do festival. O evento está sendo organizado pela Prefeitura de Óbidos através da Secretaria de Cultura.
fem-alfredo
fem-palavras
fem-ladyfem-carimbofem-curimbo
Joomla Templates and Joomla Extensions by JoomlaVision.Com
Qui, 19 de Outubro de 2017 17:07

A intolerância chegou em Óbidos

Os atos de vandalismo e intolerância cresce acada dia no Brasil e hoje Óbidos foi vítima dessa atrocidade realizadda por pessoas que não sabem respeitar a vontade de seu semelhante. Os vândalos ou vândalo queimaram a imagem de Nossa Senhora de Lourdes que fica na igreja que leva seu nome, no bairro de Lourdes. O assunto já tomou conta das redes sociais na cidade e deixou muita gente revoltada. "É muita canalhice!RESPEITEM A FÉ ALHEIA!", comentou em sua rede social Marcos Cantário."Até onde chega a maldade do ser humano? Olhem o que fizeram com a Imagem de Nossa Senhora de Lourdes! Que Deus tenha misericórdia dessa alma pecadora!", escreveu a professora Paula Rêgo. Já foi registrado um B.O para descobrir quem são os culpados.

imagem-lourdes



Joomla Templates and Joomla Extensions by JoomlaVision.Com
femob-eli-2

 

                                 Evento faz parte da programação do aniversário de 320 anos da cidade de Óbidos.

 

A Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Semcult), por meio da Coordenação do XIII Festival de Música Obidense (Femob), divulgou nesta quinta-feira (19), o resultado do sorteio da ordem de apresentação das 24 músicas selecionadas para as audições do festival que será realizado nos dias 19, 20 e 21 de outubro de 2017, na Praça da Cultura, em Óbidos, na região oeste do Pará.

 

O festival considerado um dos mais importantes da região, reunirá neste ano interpretes, músicos e compositores de várias cidades da região norte do país. Os músicos estão deste o início da semana ensaiando com a banda base do festival, composta por músicos de Óbidos, Santarém e Manaus.

 

No sorteio para definir a ordem de apresentação, realizado pela coordenação do festival no auditório da Casa de Cultura na manhã de hoje, estiveram presentes os representantes das composições classificadas. O processo foi conduzido pelo secretário de Cultura e Turismo, Luiz Carlos Queiroz.

 

Conforme previsto no regulamento do festival, nos dias 19 e 20 de outubro serão realizadas 12 apresentações por noite, que serão avaliadas por um experiente corpo de jurados vindos de outras cidades da região. As notas dos dois primeiros dias serão avaliadas ao final das audições do dia 20, quando serão anunciadas as 12 canções classificadas para a grande final no dia 21 de outubro.

 

Quanto ao corpo de jurados, a banca que avaliará as apresentações do primeiro dia, será a mesma do segundo. A final será avaliada por um novo corpo de jurados. Todos terão suas identidades mantidas em sigilo pela coordenação do evento até o início das audições para manter a imparcialidade do processo de avaliação das canções.

 

A passagem de som para as primeiras doze composições que serão interpretadas na noite desta quinta-feira, iniciará a partir das 16 horas no palco montado no estacionamento da Praça Frei Rogério (Praça do “O”).

 

Confira a ordem de apresentações do Femob para os dias 19 e 20 de outubro.

 

ORDEM DE APRESENTAÇÃO- PRIMEIRA NOITE (19/10/2017)

 

ORD.

NOME DA MÚSICA

AUTOR

INTERPRETE

1

ÁGUAS MORENAS

SERGIO SALES

SERGIO SALES

2

RIO DO MEU LUGAR

JOSÉ CARLOS BARBOS DA SILVA

CARLOS EDUCARDO LOPES SOARES

3

REMADOR

ALBA ROSA

LENAMAR FERREIRA PRATA

4

DO FIM DO MUNDO

ALFREDO REIS

ALFREO REIS

5

ENCANTE DE RIO

GENILTON DELGADO

VITÓRIA GATO

6

UMA VIDA

WANDERLEY BRANDAO/JOAÕ ANDRADE

MARILU SEIXAS

7

MISSAO ANGELICAL

JORGE ANDRADE

BRENDEL RODRIGUES

8

VELAS

SERGIO SALES

SERGIO SALES

9

RIO DE SAUDADES

NILTON MODA

ISABEL ELISIARIO

10

A PALAVRA

CHERMOT JUNIOR

CHERMOT JUNIOR

11

FILHOS DOS QUINTAIS

MARCOS CLEY

MARCOS CLEY

12

EM CENA

ALFREO REIS

ALFREDO REIS

ORDEM DE APRESENTAÇÃO- SEGUNDA NOITE (20/10/2017)

 

ORD.

NOME DA MÚSICA

AUTOR

INTERPRETE

1

HISTÓRIA DE MIGUEL

EDENILSON (DEDÊ)

EDENILSON (DEDÊ)

2

DA RAÇA ZUMBI

DELIO REIS MATOS DE AQUINO

MARCOS CLEY

3

PRIMAVERA BRASIL

MARIA DO CARMO

NILTON MODA

4

É ZELO

JACO BARROS

GIULLIANY STEFANY

5

TEMPO: SENHOR DO DESTINO

MARIA DO CARMO

THAYANNE MOUSINHO /ISABEL ELISIÁRIO

6

CAMINHO VOCÊ

NILTON MODA

NILTON MODA

7

SENHORES DO PODER

CASSIO PONTES

BRENDEL RODRIGUES

8

MESTRE DAS GUITARRADAS

CHERMOT JUNIOR

CHERMOT JUNIOR

9

MEU APELO

MONOEL ADERIVAL

DECO LOURO

10

QUEM SABE

JORGE ANDRADE

XXXXXXXXXXXXXX

11

LUZ DA ROUPA DO SOL

DELIO REIS MATOS DE AQUINO

KAREM LEIDIANE

12

AMOR DE CABOCLO

HUGO MAMOEL CONSENTINE JUNIOR

NETO MORENO

 

Por: Érique Figueirêdo – ASCOM/PMO


 

 

Joomla Templates and Joomla Extensions by JoomlaVision.Com
 

NOTA DE ESCLARECIMENTO


 

A Prefeitura Municipal de Óbidos, por meio de sua Assessoria de Comunicação, vem a público esclarecer fato que tomou evidência nos últimos dias com a divulgação descontextualizada do ofício resposta encaminhado ao Ministério Público Estadual (MPE), em que o órgão ministerial solicitou manifestação a respeito de ofício encaminhado pelo Sindicato dos Trabalhadores do Município de Óbidos - STPMO. 

O Ofício oriundo do STPMO, datado de 29/09/2017, dentre outras pontuações tratava do atraso salarial e noticiou que até aquela data ainda haviam servidores que não tinham recebido os salários referentes ao mês de agosto. 

Como ressaltado no assunto do referido ofício nossa resposta era referente a notícia de suposto atraso ainda do mês de agosto, pois até então todos os servidores, de fato, já haviam recebido seus salários, tanto efetivos como contratados.  

Infelizmente, pessoas de maneira leviana e irresponsável utilizaram-se dessa resposta, e disseminaram por meio das redes sociais para tumultuar a situação e descontextualizar a resposta, gerando, dessa forma, descontentamento por parte dos servidores. 

Frise-se que é justo e legítimo o pleito para pagamento, em dia, dos salários; no entanto, por fatores alheios a vontade dos gestores municipais este não tem ocorrido no 5° dia útil do mês subsequente, como preconizado em nossa Lei Orgânica, e almejado por todos.  

Ao considerar a crise econômica que assola os municípios brasileiros, bem como os percalços advindos da queda nos repasses constitucionais nesse segundo semestre do ano, tem-se feito todos os esforços possíveis para que se pague dentro do mês subsequente ao de referência. 

Também se tem tomado providências pertinentes a aumentar a arrecadação e diminuir as despesas a fim de que se equilibrem as finanças municipais, dentre as medidas adotadas destacam-se: extensão até o final do ano do Plano de Refinanciamento dos débitos decorrentes de impostos municipais – Refis, com o qual se tem oportunizado aos munícipes honrarem com seus compromissos perante o fisco. Tal medida já aumentou em 10% a arrecadação se comparado ao mesmo período de anos anteriores. 

Quanto a contenção das despesas estão se fazendo reformas administrativas setoriais, cortando horas extras, bem como, as gratificações e abonos não amparados em lei, tudo pautando-se em um plano de gestão responsável com a manutenção de serviços essenciais à população. 

Em reunião realizada nesta segunda-feira na sede do Ministério Público para tratar do assunto, participaram membros do governo, o presidente da Câmara de Vereadores, o Presidente do STPMO e sindicalizados, em que todos convergiram para adoção de medidas eficazes a minimizar os atrasos salariais, ressaltando-se que o distrato dos contratos temporários seria medida inadiável. 

Afirmou- se ainda que, até então os distratos vinham ocorrendo de forma gradativa a fim de se evitar prejuízos à prestação de serviços públicos, mas que para salvaguardar os compromissos com o pagamento dos meses vindouros e da verba do 13°, esses distratos até o final do mês de outubro ocorreriam de forma mais incisiva. 

Quanto ao pagamento das folhas referentes ao mês de setembro, informamos que os servidores das secretarias de Saúde, Educação e Desenvolvimento Social, aposentados e pensionistas já foram pagos, até o próximo dia 23 deverão ser pagos os servidores da SEURBI, e até final do mês as demais secretarias.  

Portanto, esta gestão utilizando-se de meios idôneos e legais vêm tentando contornar a situação, de forma prudente, objetivando minimizar os atrasos ocorridos, e, tão logo forem enviadas as folhas de pagamento aos bancos informará nos meios de comunicação.


Óbidos-Pará, 18 de outubro de 2017

Atenciosamente, 

Érique Leandro Castro de Figueirêdo

Assessor de Gabinete da Prefeitura Municipal de Óbidos

 
Joomla Templates and Joomla Extensions by JoomlaVision.Com
Jovens entre 15 e 17 anos vão abandonar estudos, não vão se matricular para o ano seguinte ou serão reprovados
  Arquivo/Agência Brasil
Por: Agência Brasil17 de Outubro de 2017 às 13:10
A cada ano, quase 3 milhões de jovens abandonam a escola no Brasil. É o que apontou o estudo Políticas Públicas para Redução do Abandono e Evasão Escolar de Jovens, elaborado pelo Ensino Superior em Negócios, Direito e Engenharia (Insper) e divulgado hoje (17).

Ao final deste ano, um em cada quatro jovens entre 15 e 17 anos de idade vão abandonar seus estudos, não vão se matricular para o ano seguinte ou serão reprovados. Isso corresponde a um universo de 2,8 milhões de pessoas (27%), entre os 10 milhões de jovens estimados no país nessa faixa etária e que deveriam, de acordo com a Constituição, estar frequentando a escola.

Desse total de 10 milhões de jovens, cerca de 15% ou 1,5 milhão, sequer vão se matricular para o início do ano letivo. Do restante, entre aqueles que se matriculam, cerca de 7% ou 700 mil jovens vão abandonar a escola antes do final do ano. Além disso, cerca de 600 mil alunos (5%) serão reprovados por faltas, o que completa os 2,8 milhões de jovens que estarão fora da escola a cada ano.

Segundo o estudo, mais da metade desses jovens (59% do total ou cerca de 6,1 milhões) vai concluir o Ensino Médio com no máximo um ano de atraso. Além de todos os problemas que isso provocará para o futuro desse jovem e para o país, a evasão (ausência de matrícula no início do ano letivo) e o abandono escolar (desistência durante o ano escolar) dos jovens também implica em prejuízo econômico: cerca de R$ 35 bilhões por ano são desperdiçados no país por causa dessa realidade.

O estudo mostra ainda que houve uma estagnação na matrícula dos jovens entre 15 e 16 anos e que a porcentagem de jovens de 17 anos fora da escola cresceu 6 pontos percentuais nos últimos 15 anos, passando de 34% para 39,8%. Isso, segundo o estudo, contradiz uma tendência mundial: dados da Unesco apontam que 74% dos países avançam mais rapidamente na inclusão de jovens de 15 a 17 anos que o Brasil.

Os dados revelam que mais da metade das nações tem menor porcentagem de jovens fora da escola que o Brasil. Se manter este ritmo, o país levará 200 anos para atingir a meta estabelecida no Plano Nacional de Educação: universalizar o atendimento escolar para essa faixa etária – que, pelo plano, deveria ter sido concluída no ano passado.

Solução para o desengajamento

As principais razões para o chamado “desengajamento dos jovens”, segundo o estudo, estão associadas à pobreza e à dificuldade de acesso, tais como a falta de escolas na comunidade onde o jovem vive ou a falta de recursos para o transporte até a escola. Há também questões relacionadas à inadequação do currículo adotado, do clima escolar e da baixa qualidade dos serviços oferecidos pela escola.

Para reverter o quadro, o estudo propõe a criação de políticas públicas para diminuir o desengajamento como a garantia de acesso principalmente para aqueles que vivem em áreas rurais ou que têm alguma deficiência ou para jovens que cumprem pena privados de liberdade.

O estudo também propõe a criação de cursos profissionalizantes, um sistema de aconselhamento, práticas esportivas e artísticas, aumento das atividades à distância e flexibilização dos horários das aulas e do modelo de avaliação para ajudar a reduzir a evasão escolar.=

O estudo Políticas Públicas para Redução do Abandono e Evasão Escolar de Jovens é organizado pela Fundação Brava, pelo Instituto Unibanco e pelo Instituto Ayrton Senna e está disponível no site Galeria de Estudos e Avaliação de Políticas Públicas, o Gesta.

Joomla Templates and Joomla Extensions by JoomlaVision.Com
famepe-pre

“Os últimos dias tem sido de muito do sofrimento. Os municípios estão à beira da falência e a culpa não é nossa e nosso povo é quem paga”. A fala é da prefeita de Primavera, Ana Renata Sousa, que fala sobre o momento de crise vivida pelos municípios. Ela e outros prefeitos e prefeitas estiveram em Belém, nessa segunda-feira (16) para o “Dia de Mobilização e Reação: Municípios em Crise”.

A programação de iniciativa da Federação das Associações dos Municípios do Estado do Pará (Famep), juntamente com as Associações e Consórcios Regionais, incluiu diversas atividades voltadas para chamar a atenção dos poderes Executivo e Legislativo, Federal e Estadual sobre o momento de crise intensa dos municípios.

A primeira ação do dia foi a participação dos gestores municipais na Sessão Especial, realizada na Assembleia Legislativa do Estado do Pará, sobre as Medidas Provisórias que tramitam no Congresso Nacional acerca do Novo Código de Mineração. Na ocasião, alguns prefeitos de municípios mineradores e a Famep puderam falar sobre a importância de mudar as alíquotas, bem como sobre melhorarias na fiscalização da atividade mineradora, entre outros pontos.

“Acho que é muito importante a nossa luta não é lutar por aumento de alíquota e sim estamos falando de justiça. Entendemos que uma alíquota de 4% permite que União, Estados e municípios possam tocar e cuidar dos impactos que acontecem”, explicou o prefeito de Parauapebas, Darci Lermen.

O presidente da Famep, Xarão Leão, entregou à Comissão Mista um documento com as propostas elaboradas pelo movimento municipalista. A pressão sobre as alterações no Novo Código de Mineração é fundamental nesse momento, porque o tema vai para a votação no Congresso Nacional até o 28 dia de novembro, e se aprovadas as contribuições do movimento municipalista, os municípios poderão ter retorno em breve dessa arrecadação.

Articulação - O segundo momento do Dia de Mobilização foi uma audiência com o presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa), Márcio Miranda. Prefeitos e prefeitas solicitaram apoio do parlamento Estadual para articulação junto ao Governo do Estado de providências que ajudem os municípios nesse momento de crise.

Além de um apoio, os gestores municipais querem que o Estado assuma algumas despesas estaduais que os municípios acabam tendo que arcar. “Nós também estamos carregando parte do Estado nas nossas costas. Muitos funcionários da Adepará, Polícia Civil, Escolas Estaduais, do Estado, que estão sendo pagos pela nossa folha. Passamos desde janeiro tapando buraco de estradas estaduais, e o combustível que tínhamos para gastar nos ramais nós não temos mais”, declarou o prefeito de Alenquer e vice-presidente da Associação dos Municípios da Calha Norte, Juraci Sousa.

O presidente da Alepa propôs que os gestores montem uma pauta de reinvindicações que ele atuará como mediador junto ao Governo do Estado.

Assembleia Geral - Bloqueios do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), dívidas previdenciárias, despesas com pessoal e projetos de responsabilidades de outros entes federativos. Esses são alguns dos problemas enfrentados pelos municípios paraenses que estão agravando a situação de crise econômica enfrentadas pelas gestões estaduais. Como parte das ações do “Dia de Mobilização e Reação”, os prefeitos se reuniram em uma Assembleia Geral para tentar construir uma estratégia de pressionar por uma ajuda da União.

“Precisamos nos mobilizar em busca de novo Apoio Financeiro dos Municípios (AFM) no valor de R$ 4 bilhões. O pedido de liberação de verba extra foi protocolado pela CNM e FAMEP na presidência da República. Por meio de ofício, e solicitamos ao Executivo que o repasse seja por meio do FPM, nos moldes da medida emergencial feita anteriormente, sem vinculações e sem descontos”, disse o presidente da Famep, Xarão Leão.

Essa será uma das ações dos gestores: pressionar para que Deputados e Senadores aprovem esse AFM, como já foi feito no ano de 2013. Na Assembleia, os gestores municipais definiram que irão solicitar ao Governo do Estado, uma transferência extra de ICMS para os municípios ainda este ano. “Vamos pedir pauta para o Governo do Estado para que se una aos municípios, porque os problemas estão aqui nos municípios e são eles que sofrem com recursos cada vez menores”, afirmou Leão.

Receita – No último ato do dia, os prefeitos e prefeitas seguiram à Superintendência da Receita Federal, para dialogar sobre possibilidades de arrecadação. Foi sugerido aos gestores que façam a adesão imediata a Rede Sim, pela qual a Receita Federal poderá ajudar a administração a conhecer as empresas existentes na cidade e aplicar a justiça fiscal.

Em poucos meses, as gestões poderão aumentar a arrecadação sem penalizar a população. “Há muitas questões em que as parcerias da Receita Federal com os municípios, com trocas de informação, para que o prefeito possa construir um modelo de que as receitas próprias dos municípios possam ter um significado maior”, disse o superintendente adjunto da Receita Federal no Pará, Marcos Aurélio Antunes.

Federação das Associações dos Municípios do Estado do Pará – FAMEP

Assessoria de Comunicação
famepe-pre-1


Joomla Templates and Joomla Extensions by JoomlaVision.Com
Seg, 16 de Outubro de 2017 11:01

Sarau leva música para pracinha do Ó

O Sarau Cultural, teve sua segunda edição realizada na noite de domingo,15, na praça Frei Rogério (praça do Ó), com a apresentaão do grupo de carimbó Forte Pauxis,  e os cantores Nato Aguiar e Eduardo Dias. A realização do projeto é feita através do Ministério da Cultura com a Mineração Rio do Norte e o apoio da prefeitura de Óbidos.
A pracinha do Ó recebeu um bom público para assistir as atrações do Sarau. "Eu achei muito bom", disse a professora Paula Rêgo que foi até a praça ver a programação.
Fotos: Paula Rêgo.
trombeta-1
trombeta-2
Joomla Templates and Joomla Extensions by JoomlaVision.Com
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>
Página 1 de 308

Últimos Comentários

top