******
Folha de Óbidos no TwitterFolha de Óbidos no Youtube
Erro
  • JUser::_load: Unable to load user with id: 64
sem-pelo

Anuncio

haber

Livros

cornelio-livrocanto-livro

Enquete

Erro
  • JUser::_load: Unable to load user with id: 64

Artigos

ENVIE SEU ARTIGO OU NOTÍCIA
Apenas os usuários cadastrados com e-mail validado podem enviar artigos.
Clique aqui para fazer o cadastro no site Folha de Óbidos. E participe!


:: DÚVIDAS: Veja aqui os Vídeos Tutoriais

Joomla Templates and Joomla Extensions by JoomlaVision.Com



Seg, 26 de Dezembro de 2011 17:19

A árvore

Escrito por Gustavo Ferreira
Qualifique este item
(1 vote)
Desencaixo, abro sacolas, arrumo a sala, monto minha árvore. Dezembro, hora de repensar na decoração da casa e no ano que acabou. Será que fomos crianças comportadas, que merecemos os presentes que pedimos? Será que Papai Noel vai ver nossas meias na janela? O que será que eu fiz? Por via das dúvidas, deixa eu criar meu mundo de plástico, cores e fantasia natalina, para meus olhos levarem um pouco de paz ao meu espírito. Sempre funciona. Então, eu começo a enfeitar a minha pequena árvore de Natal. Nela, eu penduro um relógio, pra nunca esquecer que o tempo não pára, ou pra pedir que ele corra devagar nos momentos felizes que virão. Os minutos mais difíceis, que eu aprenda com eles, mesmo sendo dolorosos. As horas alegres, que eu compartilhe com aqueles que me querem bem. Que eu conte meus dias a partir de um sorriso, que o despertador…
Joomla Templates and Joomla Extensions by JoomlaVision.Com


Sáb, 03 de Dezembro de 2011 11:17

KARAJAZZ

Escrito por Ferrari Jr
Qualifique este item
(0 votos)
Para mim não faz diferença. Nasci em Belém e continuarei paraense no caso de uma eventual divisão do Pará. Mas, imaginando se tivesse nascido no que estão propondo como novos Estados, Tapajós e Carajás, como ficariam meus documentos? O que eu seria/serei no caso do primeiro? Tapajara? Tapauense? Taperebá? E no caso do segundo? Caraíba (que coisa!), Caraoca? Carajeiro? Se pretendem um plebiscito para divisão, por qual motivo os nomes dos novos Estados também dele não fazem parte? E por que tais nomes têm que ser necessariamente de origem indígena? O Pará, como todo o Brasil, é formado por pelo menos 3 raças: Branca, Negra, Amarela (considerando tudo que seja dessa cor). Não necessariamente nessa ordem. Começando pela última. Ok. Tapajós e Carajás representam os amarelos indígenas. Mas e os amarelos japoneses que plantam pimenta-do-reino e contribuem para a riqueza do Estado? Não poderiam ter na lista algumas sugestões, tipo…
Joomla Templates and Joomla Extensions by JoomlaVision.Com


Qui, 01 de Dezembro de 2011 19:19

A grandeza do voto

Escrito por
Qualifique este item
(0 votos)
No domingo, 11, os paraenses serão protagonistas de um ato inédito no Brasil. Pela primeira vez na história nacional uma unidade federativa decidirá pelo voto a sua configuração territorial. Até agora, a criação ou extinção de Estados foi ato exclusivo do poder central, imposto de cima para baixo; ou produto de uma transação entre as partes.A constituição de 1988 abriu a possibilidade de essa decisão ser adotada através de plebiscito. Um ano depois da vigência da nova Carta Magna, em 1989, o Estado do Tocantins foi criado sem a necessidade dessa consulta. Goiás não se opôs ao desmembramento de todo o norte do seu território. Pelo contrário: durante os oito anos anteriores integrou uma comissão bipartite que preparou o surgimento do novo Estado. Tocantins nasceu sob o clima do entendimento.Como o Pará atual não aceitou o fracionamento, a consulta plebiscitária se tornou necessária. Apesar da originalidade da situação, até alguns…
Joomla Templates and Joomla Extensions by JoomlaVision.Com


Seg, 28 de Novembro de 2011 15:00

PORQUE NÃO TENTAR?

Escrito por Jorge Ary Ferreira
Qualifique este item
(3 votos)
Era dezembro de 1974. Minha mãe e meus cinco irmãos já estavam em Santarém ajudando minha querida avó a embalar sua mudança, pois embarcaria, no dia 27 do mesmo mês, em caráter definitivo, para Belém-Pa. Eu, ainda moleque, permanecia em Óbidos na companhia de meu pai, desfrutando os últimos dias na minha querida Cidade-Presépio. Na cabeça daquele moleque existia uma confusão sem tamanho, pois meu pai queria que eu estudasse, meu avô sonhava em ver-me trajando a farda da Marinha do Brasil e eu só pensava na decisão do campeonato obidense que, atrasado, só aconteceria em janeiro de 1975. O Mariano era um timaço: De Monte, Luiz Canela, Valdelino, Negão e Paulinho Pirão; Viola, Luiz Carlos e Crízio; Merunga, Celson e Bicho. O time do Santos também era uma “máquina”: Paulo Cardoso, Cutite, Cacão, Barata e Cubiu; Zé Pitiu, Cobra e Pacu; Roja, Leme e Maniva. Porém, infelizmente, o martelo…
Joomla Templates and Joomla Extensions by JoomlaVision.Com


Dom, 27 de Novembro de 2011 12:22

O NASCIMENTO À LUZ DO ESPIRITISMO

Escrito por Edilberto Santos
Qualifique este item
(0 votos)
Longe de querer lecionar ou mesmo convencer alguém sobre o assunto, arvoro-me em escrever sobre o enunciado na simples condição de neófito estudante da matéria, e com a intenção única de compartilhar este polêmico assunto com os leitores desse prestigiado veículo.                    Levado pelo interesse em conhecer mais sobre essa doutrina tão combatida, tenho me dedicado ultimamente à leitura de diversos autores da literatura espiritualista, no afã de alargar meus conhecimentos sobre o assunto, e dentre esses autores destaco Léon Denis que nasceu na França em 1º de janeiro de 1846 e morreu (desencarnou) em 12 de abril de 1927, datas essas que menciono para mostrar que seus ensinamentos não distam muito dos nossos dias.                    Sob a influência de sua obra O GRANDE ENIGMA publicada pela Federação Espírita Brasileira- FEB – pincei o tema que intitulo o nascimento à luz do espiritismo, por achar seus ensinamentos interessantes ao explicar,…
Joomla Templates and Joomla Extensions by JoomlaVision.Com


Sex, 21 de Outubro de 2011 17:13

Lago do Curumu

Escrito por Fernando Sousa
Qualifique este item
(0 votos)
Lago do CurumuFoi numa noite linda que te revi,Quando buscava meus acalantos,Com a lua em rútilo plenilúnio, então sorri,Inspirando-me a proclamar os teus encantos. Curumu, obra da natureza e cartão,Feito pelo pincel em quadro d’ouro,Com mágicas e coloridas luzes do verão,Um contexto ímpar e feliz desembarcadouro.  Como fundo uma paisagem de morro,Circundado do verdeal da esperança,Onde aves sonorizam gorjeio ou pedem socorro,Harmonizando o delicado e o fero, em eterna dança. É possível ouvir dos grandes arvoredosO som da guariba ou ver os ágeis símios,O grasnar das araras, periquitos e passaredos,Numa grande sinfonia anunciando solos opímios.     As águas fecundas de piscosa riqueza,São fontes de alimento e sadio prazer,Em tudo o retoque do Artista superior, a singeleza,Mas com a perfeição a exigentes olhos. Como crer? Mas eu, amigos, eu vi, tudo desta descrição!Sem querer mais, apenas dividir, eis o desafio:Visite o Lago de Ypacaraí, como ecoa na bela canção,Cante as guaranias, dance  e participe de todo o…
Joomla Templates and Joomla Extensions by JoomlaVision.Com


Dom, 04 de Setembro de 2011 15:40

O "Tenor" e a tapioca

Escrito por Hugo Ferrari
Qualifique este item
(1 vote)
Quando venho a Belém, moro no bairro Umarizal, e, sempre vejo, todo fim de semana, um cidadão simples vendendo suas "Tapioquinhas" acondicionadas num tabuleiro no bagageiro de sua bicicleta.Porém, o que mais impressiona, é a forma usada para chamar a atenção dos seus clientes através do poder da sua "garganta", onde seus seguidos gritos são ouvidos bem distantes, sem necessidade de usar ao menos um megafone.Já o vi, várias vezes, anunciando a sua chegada. É um verdadeiro "tenor!"Esse cidadão não precisa de nenhum outro instrumento para fazer o comercial da sua tapioca. O "timbre" de sua voz é, sem dúvida, o seu maior ganha-pão dado por Deus.Admiro pessoas criativas como esse vendedor de tapioca que vai a luta em busca da sobrevivência de sua família, sem trilhar por caminhos duvidosos que poderiam comprometer a sua dignidade.O trabalho honrado sempre foi e continuará a ser referência diante daqueles que optam por…
Joomla Templates and Joomla Extensions by JoomlaVision.Com


Sáb, 03 de Setembro de 2011 15:39

Por mais civismo

Escrito por Hugo Ferrari
Qualifique este item
(1 vote)
A prática do civismo é uma maneira de se fazer com que desenvolvamos um grande amor pela nossa Pátria, respeiando-a acima de tudo, além de passar esse nobre sentimento para a nossa juventude, sobretudo.Pelo que percebemos, não está havendo muito interesse nesse sentido, a fim de que possamos externar o valor do nosso patriotismo.Se formos buscar os Estados Unidos e outras Nações como exemplo, veremos o quanto o culto aos seus símbolos é levado a sério e de suma importância para a formação do caráter cívico dos seus cidadãos.Todos sabem cantar seus respectivos Hinos desde a tenra idade, cultivando assim eterno amor por seus respectivos países.Aqui no Brasil isso não está acontecendo como de fato deveria. Muitas pessoas ainda não sabem cantar o nosso Hino maior, inclusive, certas autoridades, pois, não o aprenderam no tempo devido. Tudo é preciso ser exercitado, a fim de que fique gravado na memória.E o…
Joomla Templates and Joomla Extensions by JoomlaVision.Com


Sáb, 27 de Agosto de 2011 15:35

A alegria agrada a Deus(Hugo Ferrari)

Escrito por Hugo Ferrari
Qualifique este item
(1 vote)
Está mais do que provado de que a alegria agrada a Deus. Já a tristeza, a melancolia, tira o brilho de nossas vidas.Jesus sempre nos adverte: "Alegrai-vos e exultai, pois será grande a vossa recompensa nos céus!Diante de um mundo cada vez mais cercado por constantes hostilidades e mortes, somente a alegria de Deus para sustentar a nossa caminhada.Sem alegria no coração, o nosso viver perde totalmente o sentido. Vivemos por viver, porém, sem mais qualquer motivação.Uma pessoa alegre transmite felicidade e bem-estar a todos que estão a sua volta.Já os pessimistas, incrédulos, estes, deixaram de viver faz muito tempo. Perderam o ânimo, o entusiasmo, que representa o combustível que anima o cérebro - o comandante do nosso corpo. Preferem buscar serenidade passageira através dos psicotrópicos tão usados nos dias atuais.A depressão, segundo os especialistas, já representa uma situação preocupante.Agora, se todos os dias ao acordarmos tomarmos um "remédio divino"…
Joomla Templates and Joomla Extensions by JoomlaVision.Com


Sex, 19 de Agosto de 2011 18:06

Teatro Escola Pauxi

Escrito por Hugo Ferrari
Qualifique este item
(0 votos)
O Teatro Escola Pauxis foi idealizado em Óbidos sob a liderança de Nelson Souza que reuniu um grupo de rapazes e moças obidenses para esse fim, sem que tivessem a menor idéia do que seriam capazes de realizar, surpreendendo a todos.Nelson Souza se transformou no "Palhaço Pirulito", cujo papel não era nada fácil, sobretudo, para quem nunca se especializou visando desenvolver essa difícil arte de levar alegria ao grande público.Outros artistas da terra, dentre eles o "Ferrinho" que atuava no Trapézio sem mesmo dispor de qualquer rede de proteção, além do Mágico, o Professor Pascoal Savino. Tudo era feito artesanalmente sem qualquer recurso técnico.Do lado das moças, lembro da Anundina Brito, Regina América Pinto, bem como de outras jovens talentosas que integravam o grupo.Era impressionante a criatividade dessa turma que, sequer, passaram ao menos em frente a uma escola de "Belas-Artes", a fim de desenvolverem suas aptidões. Eram todos amadores,…
Joomla Templates and Joomla Extensions by JoomlaVision.Com
<< Início < Anterior 21 Próximo > Fim >>
Página 21 de 21

Últimos Comentários

top