******
Folha de Óbidos no TwitterFolha de Óbidos no Youtube
sem-pelo

Anuncio

haber

Livros

cornelio-livrocanto-livro

Enquete

Qui, 09 de Fevereiro de 2017 08:46

OS ANTIGOS CARNAVAIS EM ÓBIDOS

Qualifique este item
(0 votos)
Por Edu Dias

A cidade de Óbidos no oeste paraense é conhecida pela tradição do melhor carnaval na região, uma tradição demonstrada pelo caráter alegre e festeiro da sua gente, tão bem representada pelo espírito do Carnapauxis, reconhecido Patrimônio da Cultura Paraense, conforme Lei estadual.


O Amazônia Clube foi o primeiro clube social organizado que surgiu em Óbidos, no início do século XX. Ficava exatamente, onde hoje se encontra o Mercadinho Progresso, na Rua Eloy Simões com a Just Chermont. O Clube era social e esportivo, e do seu escrete, como destaque, o Paulo Matos, segundo o poeta Ruy Barata, o maior craque obidense da sua época. No Amazônia Clube também jogavam os irmãos Roman e Pedro Pomar, este último, ativista político do PC de São Paulo, e craque em Belém no time do Clube do Remo. No entanto, não se pode falar de carnaval antigo em Óbidos, sem citar a sede do Alegria Clube, que se localizava no tradicional bairro da folia, a Prainha, sob o comando de Antônio Fernandes, seu Antonico Pé de Arpão.

Desde 1909, Óbidos convivia com a presença do 4. Grupo de Artilharia de Costa do Exército Brasileiro, em plena atividade, principalmente com seu oficialato composto por oficiais do centro-sul, o município já usufruía de água encanada, e desde 1926, luz elétrica. Nessa atmosfera que surgiu o Amazônia Clube, com objetivo de entrelaçar a sociedade local, através de esporte e entretenimento.

Além das tertúlias que aconteciam com frequência, o Amazônia Clube era o palco dos Bailes de Carnaval de Salão, onde a juventude da época disputava na escolha do melhor bloco.

                                                                      DOS BAILES DE SALÃO

antigo-carna-1

É assim que encontramos o gracioso “Bloco das Tentadoras”, segundo a nota do jornal, composto de gentis senhoritas e rapazes da sociedade obidense. Informa ainda: e creanças que tomaram parte na matinée infantil, à fhantasia, realizada do domingo gordo, pelo “Amazônia Clube”, na cidade de Óbidos.


O Bloco das Tentadoras, conforme a imagem ilustrada acima se percebe a predominância de Pierro e Colombinas na sua formação, a na criançada que participou a matinê, uma variedade de fantasias.

Por essa época, os músicos da banda do Exército participavam na formação das bandas carnavalescas, com destaque para o músico compositor Américo Nogueira, autor do primeiro Hino de Óbidos, que faleceu na batalha naval de Itacoatiara, em 1932, além dos irmãos da família Paraense.

Em 1949 o Bloco Carnavalesco “Última Hora” foi o destaque do carnaval obidense, como informa a nota do rodapé da fotografia abaixo, onde ao centro está o músico compositor Antônio Martins com seu tradicional Saxofone, e atrás os rapazes. O Jornal não informa se os mesmos eram músicos, ou apenas integrantes do Última Hora, as moças trazem adereços nas mãos. Esses registros foram divulgados no Blog do Padre Sidney Canto, na internet, que remonta à Óbidos desde 1930, nas dependências do Amazônia Clube, nos revelando como eram os nossos antigos carnavais.



antigo-carna-2




                                                                                 DO CARNAVAL DE RUA


O carnaval de rua sempre foi destaque na quadra momesca obidense, onde os blocos sempre se organizavam em torna de uma bandinha de sopro. Encontramos o registro do Bloco das Virgens de 1932, bloco que hoje onde ainda existe, no Carnapauxis da atualidade. Embora haja quem diga ser precursor desse bloco no Carnapauxis, em verdade ele já existia desde os primórdios do carnaval obidense, sendo um dos blocos de rua mais antigo que se tem notícia no carnaval de Óbidos. Essa imagem foi retirada do livro, UMA VIDA EM VERMELHO, de Wladimir Pomar, e pertenceu ao acervo da Senhora Zuraia Galate.


antigo-carna-3
                                                                                 Bloco das Virgens.


Em destaque, podemos assim dizer, nesse registro do Álbum da Família Vasconcelos, como informa o padre Sidney Canto, está o registro do Bloco Grupo dos 20, também nos anos trinta, desfilando pela Rua Marcos Rodrigues de Souza, onde vamos encontrar a figura do ícone do carnaval obidense, o Mascarado Fobó, alguns com rosto pintado de carvão, e o charme de um casal que soberbamente vem ostentando o estandarte.


antigo-carna-4
                                                                                                  Grupo dos 20.



E foi no Bairro da Prainha, em 1972, a primeira tentativa de Escola de Samba, sob a batuta de Antonico, filho do Pé de Arpão, que desfilou pelas ladeiras pauxis, a Portela Obidense, trazendo aquela gente simples e festeira da Prainha, entre moças, rapazes e até criança, com apoio da Prefeitura Municipal, da época, conforme o

Estandarte nas mãos do saudoso Antonico. Na Portela Obidense, a bateria, curiosamente, dispunha de tamborins quadrados, encourados com couro de jiboia.


antigo-carna-5
                                                                             Portela Obidense.



Nos anos 80, predominou na Praça de Santana, o Bloco do Barreirão, sob a liderança de Emanuel Kelly, onde a juventude local inventava paródias de marchinhas carnavalescas e saia com uma batucada fazendo a alegria da cidade. O Bloco do Barreirão desapareceu dando início ao efervescente Bloco Xupa Osso, que este ano, completa 20 anos fazendo a folia do Carnapauxis na cidade das ladeiras.
antigo-carna-6
                                     Bloco do Barreirão, com Duzinho, Socorrinho e Branco Martins em destaque.


Joomla Templates and Joomla Extensions by JoomlaVision.Com

Comentários  

 
0 #1 Newton filho 05/10/2017 01:51
Sou um dos netos do do pé de arpão,filho do Nando e da Maria de Jesus,só lembranças do meu tio que já partiu desta terra, verdade ele animava o povo nas ruas da cidade com a brincadeira de escola de samba na cidade de Óbidos.Fiquei comovido ao ver esta foto a qual eu estou nela.Só me restam lembranças da minha cidade querida minha terra natal.
Citação
 

Adicionar comentário

Este é um espaço de diálogo e troca de conhecimentos que estimula a diversidade e a pluralidade de idéias e de pontos de vista. Não serão publicados comentários com xingamentos e ofensas ou que incitem a intolerância ou o crime. Os comentários devem ser pertinentes ao tema da matéria e aos debates que naturalmente surgirem. Mensagens que não atendam a essas normas serão deletadas.


Código de segurança
Atualizar

Últimos Comentários

top